top of page

Há algo errado em não querer ser mãe?

Para Freud, o tema da feminilidade era um certo enigma, mas ao se debruçar para estudar o assunto buscou trazer algumas respostas sobre o que é ser mulher. Para o pai na psicanálise, uma das direções à sexualidade normal da mulher é a maternidade, pois através do filho a inveja do pênis é satisfeita.


O pênis na teoria freudiana é usado para se referir a um objeto de poder, o qual é possuído pelos homens e consequentemente por não ter esse objeto, a mulher possui uma falta.


É importante ressaltar que estamos falando de teorias pensadas nas primeiras décadas do século XX, ou seja, outro momento social e histórico. O próprio Freud adverte sobre a incompletude de sua obra.


A sociedade evoluiu em muitos aspectos, permitindo para as mulheres o espaço público e com ele novas possibilidades. Dessa forma, a maternidade não é mais a única saída para que a mulher encontre satisfação, pelo contrário, cada mulher vai encontrar a seu modo formas de buscar uma completude, que pode ou não ser através da maternidade.


Ser mãe é só UMA das muitas possibilidades para uma mulher.



Psicóloga Juliana Cruz- CRP/ 08/27388

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


icone whats.png
bottom of page